7 de janeiro de 2009

2009 será ano de oportunidades para o agronegócio brasileiro



Apesar da recente queda nos preços internacionais de produtos agrícolas, 2009 pode se constituir em um ano de oportunidades para a expansão do agronegócio brasileiro no comércio mundial. A previsão é do secretário de Relações Internacionais do Agronegócio, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Célio Porto. “Qualquer país consegue exportar com os altos preços praticados em 2008. Todavia, quando há uma baixa de preços, os países menos competitivos são os primeiros a se retirarem do mercado”, afirma Porto.

 

         De acordo com o dirigente, a característica competitiva do Brasil, que o faz um dos destaques na esfera do agronegócio, fará com que o País permaneça e, inclusive, amplie sua participação no mercado internacional dos principais produtos agropecuários. “A história mostra que o agronegócio brasileiro tem sido muito eficiente para ocupar espaço crescente no mercado internacional quando ocorrem crises, respondendo sempre de maneira positiva à desvalorização do real frente às moedas dos países desenvolvidos, a exemplo da que aconteceu no final de 2008”, destaca.

 

         Abertura de mercados – O ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, determinou à SRI e à Secretaria de Defesa Agropecuária (SDA) que intensifiquem os esforços para a abertura ou reabertura de mercados ainda fechados para as exportações brasileiras. “Principalmente no caso de produtos de origem animal (carnes e lácteos), em que as barreiras técnicas, muitas vezes injustificadas, são maiores”, explica Célio Porto.  

 

         Segundo o secretário do Mapa, a expectativa é de que sejam retomadas as vendas de carnes suína e bovina para a China e a África do Sul e que se iniciem as exportações para Indonésia (todas as carnes) e Filipinas (carne suína). Há, ainda, a previsão de que o Brasil possa iniciar a exportação de lácteos para Rússia e China. “O Mapa vai continuar insistindo, também, na abertura do mercado mexicano para carne suína e de aves”, acrescenta.

 

          Missões – Com o objetivo de definir estratégias e prioridades para 2009, a Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio realizou, em dezembro, em São Paulo/SP, uma reunião com os principais segmentos exportadores do agronegócio. “A partir das propostas colhidas e considerando o calendário de feiras internacionais, várias missões comerciais e institucionais deverão ser realizadas ao longo do ano”, informa Porto. A primeira deverá ser para participar da Gulfood, maior feira de alimentos do Oriente Médio, que será realizada em Dubai (Emirados Árabes), de 23 a 26 de fevereiro.

 

Fonte : Mapa