7 de novembro de 2012

Conferência Nacional do Leite debate nova política para o se



O evento, realizado pela Subcomissão Permanente do Leite da Câmara dos Deputados, tem por objetivo a elaboração de novas diretrizes para o segmento, a partir de proposições que serão debatidas, hoje e amanhã, por representantes de entidades representantes de toda a cadeia produtiva. Os principais pontos, consolidados em um documento, serão entregues, no último dia do encontro, aos ministros Mendes Ribeiro (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e Pepe Vargas (Desenvolvimento Agrário), em solenidade na sede da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

“Vamos consolidar em um documento tudo aquilo que estamos discutindo e defendendo ao longo destes anos”, disse o presidente da Comissão Nacional de Pecuária de Leite da CNA, Rodrigo Alvim. As propostas estão divididas em 11 temas: sanidade, defesa comercial, capacitação e assistência técnica, políticas de crédito, tributação, infraestrutura e logística, promoção comercial, legislação, fiscalização, pesquisa e desenvolvimento e organização do setor. Todos estes pontos foram discutidos, hoje, por três grupos temáticos, em reuniões simultâneas na CNA, na Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) e na Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). Cada grupo ficou responsável por um conjunto de propostas, que serão finalizadas amanhã (7/11), durante encontro na sede da Embrapa.

Estão envolvidos nos debates representantes dos produtores, indústrias, cooperativas, trabalhadores rurais, comércio e governo federal. O grupo que se reuniu na CNA, composto por pecuaristas e trabalhadores rurais, debateu as políticas voltadas para a produção primária. Para o deputado Alceu Moreira (PMDB-RS), relator da subcomissão na Câmara e que esteve na abertura do encontro na sede da entidade, o documento deve ter propostas “qualificadas e exeqüíveis”. “Queremos uma política que seja efetivamente cumprida”, afirmou o parlamentar. Também participaram da reunião os deputados Junji Abe (PSD-SP), Celso Maldaner (PMDB-SC) e Carlos Magno (PP-RO), além de representantes das Federações de Agricultura e Pecuária e entidades ligadas aos trabalhadores.
 
Fonte: Canal do Produtor