26 de julho de 2016

Evento marcará a abertura da safra do Nordeste



Representantes de toda cadeia produtiva do setor sucroenergético se reunião em João Pessoa, no anexo da Estação Cabo Branco, entre os dias 17 e 18 de agosto para discutir o cenário desejado de sustentação econômica para produção do etanol. O debate acontecerá dentro da ‘Abertura da Safra do Nordeste’, que será realizada pela primeira vez na Paraíba, em conjunto com o evento chamado ‘O futuro que queremos’. Ambos são promovidos pelo Sindicato da Indústria de Fabricação do Álcool do Estado da Paraíba (Sindalcool), em parceria com o Sindaçúcar dos estados de Pernambuco e Alagoas.

A programação conta com diversas palestras que pretendem fazer um diagnóstico financeiro atual do setor, além de discutir as perspectivas e avaliar as condições do mercado em relação à produtividade e competitividade. Segundo presidente do Sindalcool-PB, Edmundo Barbosa, o fato de a Petrobras não ser mais responsável pela totalidade do abastecimento nacinoal, além da venda da Transpetro e da BR Distribuidora (que atendia 70% do Nordeste), são fatores de incerteza no mercado já que a logística passa a ser assumida também pelas distribuidoras. “O mundo está mudando rápido. Agora são as Distribuidoras que vivem as incertezas que as usinas e fornecedores sempre viveram. Por isto cabe a pergunta qual é o futuro que queremos?”, avalia Edmundo.

No médio prazo, esse contexto influenciará a política de preços do etanol, atingindo diretamente os consumidores, ao mesmo tempo em que pode proporcionar abertura de postos de trabalho. Isso porque durante a última Conferência do Clima, em Paris, o governo federal assumiu o compromisso de ampliar a produção do combustível no país, que saltaria dos atuais 31 bilhões de litros, para 54 bi, em 2030. Essa política tem em vista a diminuição dos impactos tanto no meio ambiente, quanto na saúde, com a diminuição da poluição provocada pelos combustíveis fósseis.

A conferência irá possibilitar uma avaliação conjunta do setor sobre a safra, o mercado e as perspectivas futuras, que serão discutidas com os principais empresários, diretores e dirigentes representativos das empresas do setor, junto a membros do Fórum Nacional Sucro-energético. O principal conteúdo das exposições diz respeito a importantes assuntos da cadeia produtiva, dos setores e da produção; comércio nacional e internacional e bancos e distribuição e revenda de combustíveis, focando no Nordeste.

Além da presença dos palestrantes, que são autoridades na área sucro-energética e que vão debater sobre o cenário atual e projetos para melhorias, a cerimônia de abertura contará com a participação de convidados de honra como o Ministro das Minas e Energia, Fernando Bezerra Coelho Filho, o Ministro da Agricultura, Blairo Maggi, o Governador, Ricardo Coutinho, o Diretor de Abastecimento da ANP, Aurélio do Amaral, parlamentares de estados da região nordeste, secretários de estado da agropecuária, receita e desenvolvimento indústria e comércio.

O presidente da Sindalcool enfatiza a relevância da discussão que será apresentada no evento e que um dos principais pontos em evidência será economia e tecnologia. “É preciso que existam políticas públicas na área álcool para que possamos reduzir a incidência de consumo de combustíveis fósseis. Por outro lado, também queremos reverter a maré de pessimismo que o setor vem enfrentando com o fechamento de usinas e postos de trabalhos”, falou.

As inscrições para o evento estão abertas e de forma gratuita, os interessados devem preencher o formulário de participação no link a seguir: https://goo.gl/JXRsE9

Assessoria de Comunicação Sistema Faepa/Senar-PB

(83) 3048-6050 / (83) 3048-6073 / (83) 99928-0819

facebook.com/faepasenarpb

senarpb.com.br