24 de maio de 2011

Modernização do Código Florestal deve ser votada hoje



A sessão da Câmara dos Deputados que vai votar o substitutivo do relator Aldo Rebelo que moderniza o Código Florestal Brasileiro está marcada para esta terça-feira, 24 de maio. Há uma semana a bancada de parlamentares que defende a produção rural do País e deputados de quase todos os partidos fecharam mais acordos com as lideranças do governo para colocar o assunto em votação hoje. A apreciação da proposta do deputado Aldo Rebelo já foi adiada duas vezes.

Em artigo na Folha de São Paulo, nesta terça-feira, a presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, senadora Kátia Abreu, afirma que “sem o novo Código Florestal teremos de, futuramente, importar comida de países que não têm regras ambientais. O Brasil dispõe de 851 milhões de hectares, dos quais 519 milhões estão preservados com sua cobertura vegetal original. Apenas 236 milhões de hectares, equivalentes a 27,7%, são ocupados com produção agropecuária.

A modernização do Código Florestal brasileiro não implicará em qualquer mudança nessa relação. Nossas florestas continuarão preservadas, assim como toda a extensão das matas nativas.
Não há nada no novo Código que, por si só, implique em novos desmatamentos.

O que se pretende é poupar os produtores da exigência de destruir os atuais campos de produção de alimentos para neles reconstituir florestas.

Essencial para os produtores é que o Congresso e o governo consolidem e legalizem as áreas de produção abertas.”
Leia o artigo completo em http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ciencia/fe2405201103.htm

No início da noite desta segunda-feira, 23 de maio, o relator Aldo Rebelo divulgou uma Carta Aberta à Presidente Dilma, onde lembra que a "anistia" existente e que está em vigor é a assinada pelo ministro Carlos Minc e pelo presidente Lula em junho de 2008 e renovada em dezembro de 2009, no Decreto 7.029/09.

Leia a Carta à Presidente Dilma:
http://www.canaldoprodutor.com.br/comunicacao/noticias/carta-aberta-do-deputado-aldo-rebelo-para-presidente-dilma

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sistema CNA/SENAR