4 de junho de 2012

PIB da agropecuária cai



A perda de produção ocasionada por intempéries climáticas influenciaram de forma negativa o desempenho do Produto Interno Bruto (PIB) do setor agropecuário no primeiro trimestre de 2012. O clima seco na região Sul do País e o excesso de chuvas em algumas regiões provocaram perdas significativas na safra de grãos e fibras, cuja colheita é iniciada no primeiro trimestre do ano, avaliou a Superintendência Técnica da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Estimativas oficiais indicam que a produção de grãos e fibras, na safra 2011/2012, será 1,7% menor em relação ao ano anterior, totalizando 160 milhões de toneladas. A produção de soja caiu 11,5% para 66,6 milhões de toneladas na safra atual.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou, nesta sexta-feira (01/06), o resultado do PIB no primeiro trimestre de 2012. Os dados oficias mostram estagnação da economia brasileira de modo geral. O setor agropecuário, que vinha apresentado resultados positivos, recuou 7,5% no primeiro trimestre de 2012 quando comparado com o último trimestre de 2011. Na comparação com igual período de 2011, a queda no primeiro trimestre é ainda maior: 8,5%.

Para a CNA, os resultados negativos poderão ser amenizados pela expectativa de bom desempenho da segunda safra de grãos, que começa a ser colhida em junho. Para a segunda safra de milho, a previsão é de colheita de 30,1 milhões de toneladas, crescimento de 40,5% em relação ao volume produzido na safrinha de 2011. Na avaliação da entidade, no entanto, o desempenho positivo do setor agropecuário e do agronegócio registrado em 2011 não deve se repetir. Prevê que as perdas da safra somente poderão ser recuperadas em 2013.

Veja nota técnica sobre o assunto:
http://www.canaldoprodutor.com.br/biblioteca/publicacoes/nota-tecnica-analise-do-pib

Fonte: Assessoria de Comunicação CNA