6 de abril de 2018

Presidente da CNA afirma que país livre de aftosa é a grande vitória dos pecuaristas


Jocelio Oliveira

Brasília (05/04/2018) – O presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins, disse nesta quinta (5) que o reconhecimento do Brasil como país livre de febre aftosa com vacinação “é a grande vitória dos pecuaristas”.

Martins participou da solenidade da comemoração da erradicação plena da doença no país na sede da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), em Brasília.

O evento faz parte das ações da “Semana Brasil Livre de Aftosa” e contou com a presença do presidente da República, Michel Temer, do ministro da Agricultura, Blairo Maggi, do presidente da Embrapa, Maurício Lopes, do presidente dos Correios, Guilherme Campos, do vice-presidente de agronegócio e Micro e Pequenas Empresas do Banco do Brasil, Tarcísio Hübner, parlamentares, representantes do governo e lideranças do setor produtivo.


João Martins, ministro Blairo Maggi e presidente Michel Temer

Em seu discurso, o presidente da CNA fez um histórico sobre a febre aftosa no país e afirmou que presenciou de perto todo o processo até os dias atuais para superar a doença no país. “É um sonho, principalmente para mim que vivenciei tudo isso”.

“Ter hoje o Brasil livre de febre aftosa com vacinação do Norte até o extremo Sul do País é a grande vitória que o pecuarista pode ter. Quero parabenizar todos os produtores, técnicos, Embrapa e aqueles que contribuíram para chegar aonde chegamos”, disse Martins.

O presidente Michel Temer afirmou que o Brasil deve muito ao agro para a recuperação a economia. “O Brasil pode se orgulhar de estar nessa trilha do desenvolvimento que é fruto do trabalho de instituições públicas, de parlamentares, da CNA e dos sindicatos rurais. E o que fizemos com a aftosa é exemplo do que podemos fazer quando temos persistência e determinação”.

Já o ministro Blairo Maggi informou que o país receberá o certificado de status de país livre da febre aftosa com vacinação em maio, em Paris, durante a reunião da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

Por sua vez, o presidente da Embrapa, Maurício Lopes, destacou o trabalho da pesquisa nas últimas décadas para o país alcançar este novo patamar. “Não se faz um país livre de doenças sem conhecimento e sem tecnologia. O Brasil foi capaz de incorporar conhecimento, tecnologia, genética, sistema de defesa, vacinas e houve um fortalecimento do sistema produtivo para dar resiliência aos nossos rebanhos”.

Para o presidente da Comissão Nacional de Bovinocultura de Corte da CNA, Antônio Pitangui de Salvo, o país deve se orgulhar deste fato inédito graças ao trabalho do produtor rural e do governo. “São 218 milhões de cabeças livres de aftosa. Os outros países passam a olhar o Brasil com outros olhos e vamos alcançar novos mercados para vender a nossa carne e com valor agregado”.

O coordenador do Grupo Técnico de Defesa Sanitária da CNA, Décio Coutinho, explicou que o trabalho dos estados será fundamental nos próximos anos para o país avançar para o status de país livre da doença sem a vacinação. Hoje, apenas Santa Catarina tem essa condição.

Ainda na solenidade, foi lançado um selo comemorativo pela erradicação da febre aftosa no país.


Michel Temer e Guilherme Campos, presidente dos Correios, lançam selo comemorativo

Também esteve na solenidade o presidente da Federação da Agricultura, Pecuária e Pesca do Estado do Rio de Janeiro (FAERJ), Rodolfo Tavares.

Veja mais foto aqui

Assessoria de Comunicação CNA/SENAR
Fotos: Wenderson Araújo e Tony Oliveira
Telefone: (61) 2109 1419
cnabrasil.org.br
senar.org.br
canaldoprodutor.tv.br
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA