4 de maio de 2015

Prorrogada inscrição do CAR por mais um ano



De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, do total estimado de 5,6 milhões de propriedades rurais no país, mais de 1,4 milhão de imóveis foram incluídos no Cadastro Ambiental Rural (CAR). Atendendo aos inúmeros pedidos, a ministra do meio Ambiente, Izabella Teixeira, anunciou na última quinta (30) a prorrogação da data de inscrição das propriedades rurais no CAR. O prazo que terminaria este mês foi adiado por mais um ano.

Sabendo da importância desta ferramenta de gestão ambiental e em busca de ajudar os produtores na realização do CAR, Mário Borba, presidente da Federação da Agricultura e Pecuária da Paraíba (Faepa), afirmou que em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), treinará técnicos do quadro de instrutores para orientar o produtor de como deve ser preenchido corretamente o cadastro. “Acredito que nos próximos 30 dias já começaremos a trabalhar dando o devido suporte aos produtores rurais a respeito do CAR aqui na Paraíba, principalmente com aqueles que estão acima de quatro módulos fiscais”, falou.

Criado pelo Código Florestal e obrigatório para todos os proprietários rurais, o CAR é um registro público, eletrônico e de âmbito nacional, que deve conter os dados básicos das propriedades rurais. No sistema os produtores devem declarar as informações ambientais de suas propriedades rurais. Esses dados vão possibilitar o controle e o planejamento ambiental no estado. Em caso de propriedades com até quatro módulos fiscais – área que varia de acordo com o município – são de responsabilidade dos órgãos do Sistema Nacional do Meio Ambiente (Sisnama) ou de qualquer outra instituição habilitada, realizar a captação das coordenadas geográficas das pequenas propriedades.

Produtor pode ter auxílio na internet

Para inscrição, o produtor deve acessar o site do Cadastro Ambiental Rural (http://www.car.gov.br/), selecionar o estado em que está localizada a sua propriedade, e baixar o módulo de cadastro. Após preencher as devidas informações e salvá-las, o programa criará um arquivo com a extensão ".CAR", que deve ser armazenado no computador.

O arquivo deve ser enviado na área "Enviar/Retificar", no site. Para encerrar o processo, aparecerá uma mensagem na página para confirmar o envio. Também deve ser disponibilizado um recibo para o produtor.

No site do CAR, também é possível consultar a situação do imóvel, que pode ser "ativa", quando o governo constatar a regularidade das informações, "pendente", quando houver incorreções na declaração, ou "cancelada", quando as informações declaradas forem falsas ou prazos não forem cumpridos.

Assessoria de Comunicação Sistema Faepa/Senar-PB
(83) 3048-6073/6050
facebook.com/faepasenarpb
imprensa@senarpb.com.br