7 de outubro de 2009

Senadores condenam invasão de terra pelo MST



Antes de iniciar as votações desta terça-feira, o presidente da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA), senador Valter Pereira (PMDB-MS), condenou recente invasão de terras pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra (MST) em fazenda de laranja em São Paulo. Ele citou matéria veiculada pela Rede Globo mostrando a destruição de pés de laranja na Fazenda de Borebi, a 300 km da capital, em ação promovida pelo MST.

– São imagens deprimentes, demonstrando uma selvageria incomum e a prática de crime de atentado ao direito constitucional de propriedade – disse, ao defender a instalação de CPI para apurar repasses de recursos públicos a esse movimento.

Mesmo defendendo os movimentos sociais, a senadora Marisa Serrano (PSDB-MS) também condenou as ações do MST. A parlamentar também criticou frase dita em discurso do presidente do Senado, José Sarney, de que aqueles que defendem a CPI do MST “estariam se posicionando contrariamente aos movimentos sociais”.

– Isto não é verdade. Uma CPI pode sim investigar e descobrir se algo está correto ou muito errado – avaliou Marisa.

Ainda os senadores Flexa Ribeiro (PSDB-PA) e Oswaldo Sobrinho (PTB-MT) manifestaram indignação com as invasões de fazendas pelo MST. Flexa observou que, quando agem assim, os invasores muitas vezes não estão somente destruindo plantações, mas campos de pesquisa agrícola, que ajudam o país a melhorar sua produtividade. Já Oswaldo Sobrinho disse que a sociedade e o Brasil civilizado não aceitam esse tipo de conduta e querem o fim de ações dessa natureza.

Para ver o vídeo clique aqui.

Fonte: Agência Senado e Assessoria FAEPA-SENAR