27 de agosto de 2012

CMN amplia verba para produção de milho



O Conselho Monetário Nacional (CMN) anunciou uma medida de incentivo à produção de milho: os agricultores terão direito a mais crédito, com juros controlados, para poder financiar o plantio da cultura. O valor de custeio, que antes era de R$ 800 mil dobrou para R$ 1,6 milhão. Se o produtor adotar boas práticas agrícolas, terá direito a mais 30% de financiamento.

"Ele pode se financiar até R$ 800 mil e se usar boas práticas agropecuárias, como a conservação de solo e o plantio direto na palha, esses R$ 800 mil podem subir para R$ 1,1 milhão por CPF. O que o Conselho Monetário Nacional aprovou hoje foi a elevação de mais R$ 800 mil. Aquele produtor rural que planta milho vai ter acesso a mais R$ 800 mil para o seu cultivo de milho, o seu custeio à taxa de 5,5%", explica o secretário-adjunto de Política Econômica, João Rabelo.

Os novos limites de financiamento também são válidos para o custeio de sorgo.

Fonte: DCI / Agências