25 de setembro de 2008

Emepa ampliará as pesquisas sobre melhoramento genético



As pesquisas de melhoramento genético de bovinos desenvolvidas pela Empresa Estadual de Pesquisas Agropecuária (Emepa) vão deixar as estações experimentais para se desenvolver também nas fazendas, como parte de um projeto que visa aproveitar o potencial do banco de informações disponíveis, e com isso aumentar a demanda para o melhoramento do rebanho da Paraíba, segundo informou o presidente do órgão, Miguel Barreiro Neto.

Algumas fazendas estão sendo selecionadas para se integrar ao processo de parceria com a Emepa, com todo o acompanhamento e cuidados dos pesquisadores, como se estivesse na própria estação experimental. “Estamos procurando parceiro na iniciativa privada para que possa, mediante técnica de transferência de embriões, fertilização in vitro, acelerar o crescimento deste rebanho e repassar para os produtores particulares, mediante venda, esses animais”, comentou.

O secretário do Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca, Carlos Dunga, destacou que o trabalho de pesquisa da Emepa está dando credibilidade ao Governo do Estado pela aceitação dos produtos levados aos leilões. Também lembrou que o governador Cássio Cunha Lima lançou plano de combate à febre aftosa, num esforço concentrado, visando fazer com que, no próximo ano, a Paraíba seja considerada uma zona livre para comercialização de seus produtos.

Sobre a aceitação dos animais, produtos das estações experimentais da Emepa têm crescido não somente na Paraíba, mas em outros estados, devido sua qualidade genética e prova disso são os resultados dos leilões que anualmente promove.

O mais recente aconteceu em Umbuzeiro, onde 48 lotes de matrizes e reprodutores foram logo arrematados, inclusive um tourinho que teve o preço de R$ 47 mil, da raça Sindi, que estava com uma avaliação de R$ 16 mil. Duas matrizes, por exemplo, chegaram a ser comercializadas ao preço de R$ 8 e R$ 12 mil.

Miguel explicou que os leilões da Emepa estão consolidados, apesar de ser em pequena quantidade. De cada raça foram selecionados apenas 15 animais para serem colocados à disposição dos compradores, para não comprometer os estudos que vêm sendo realizados com essas raças.


Fonte: Governo da Paraíba