8 de janeiro de 2014

Garantia Safra bate recorde de inscrições na Paraíba



O programa Garantia Safra, um dos principais programas do governo federal de enfrentamento aos efeitos da seca, bate recorde de inscrições na Paraíba para safra 2013/2014, com 132.648 agricultores familiares inscritos em 187 municípios do Estado, sendo 10 municípios a mais que no ano anterior.

A Paraíba dispõe de 120 mil vagas para o programa, que foram distribuídas aos 187 municípios participantes. Todos os agricultores passam por um processo de classificação por ordem de prioridade e em seguida pelo controle social realizado pelos Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS).

A Delegada do Ministério do Desenvolvimento Agrário na Paraíba, Giucélia Figueiredo, explicou que os agricultores familiares passam por um processo de seleção e aprovação nos Conselhos Municipais e em seguida recebem um boleto para pagar e confirmar sua adesão ao programa. “A expectativa é que mais de 110 mil agricultores familiares efetivem sua participação no programa através da adesão e garantam a segurança na hora de plantar em 2014”, contou Giucélia.

Os agricultores da Região 1 que abrange todo Sertão e o Cariri Ocidental tem até dia 31 de dezembro para efetuarem sua adesão através do pagamento do boleto bancário. Já os agricultores da Região 2 que abrange as demais regiões do Estado, terão até dia 31 de janeiro de 2014 para efetuarem sua inscrição.

O PROGRAMA

O Programa Garantia-Safra é uma ação do Pronaf criada para os agricultores familiares que sofrem perda de safra por motivo de seca ou excesso de chuvas. Sua área de atuação abrange os municípios da área de atuação da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (SUDENE).

Para participar, é necessário aderir ao Garantia-Safra anualmente. Esta adesão é feita pelos estados, municípios e agricultores e recebem o pagamento os agricultores perderam pelo menos 50% da produção de feijão, milho, algodão, arroz, ou mandioca. Os benefícios são pagos diretamente aos agricultores, em 5 parcelas mensais por meio de cartões eletrônicos disponibilizados pela Caixa Econômica Federal.
 
Fonte: DFDA-PB