20 de dezembro de 2007

HOMENAGEM -Senar é homenageado em versos


FaepaPB

HOMENAGEM -Senar é homenageado em versos

O produtor rural Pedro Ferreira Cabral, do sítio Malhada Grande no município de Queimada, após participar do Curso Trabalho na Administração de Associações e Sindicatos Rurais, mostrou todo seu talento literário retratando em versos cada colega da turma, a atuação da instrutora e sua admiração e gratidão pelo trabalho da instituição, deixando a todos emocionados.
Para o superintendente do Senar, Joaquim Osterne Carneiro, são atitudes simples como esta que fazem o Senar, acreditar cada vez mais que vale a pena investir na capacitação do homem do campo. Não somente pela gratidão, mas pelo que o aprendizado vai representar no desenvolvimento da atividade agropecuária do Estado. “Os produtores estão cada vez mais empenhados em melhorar o nível de conhecimento, e com poesia isso fica ainda mais emocionante”, disse.

Leia abaixo a poesia completa

Maravilhoso esse curso
Olhe que prá isso eu manjo
Esse Sindicato é santo
Cada um é um arcanjo
Anoto e sou verdadeiro
pois temos um cada banheiro
um sabonete e um anjo

Três dias se repetindo
Eu ouvi, ouvi você
Essa sim sabe florir
O lugar que a viu nascer
Duas vidas incrustadas
E por Deus abençoadas
Amantina e Zabelê

A quem cedeu o espaço
O nosso abraço apertado
A quem atrasou um pouco
Também ao adiantado
Deus em nossa companhia
Abençoou cada dia
A Amantina obrigado.

No acordo de convivência
Aplauso a organização
Ao rentante um abraço
Um beijo a avaliação
Aprendemos conviver
A equipe do lazer
O nosso aperto de mão

Descobrimos nesse curso
O que é participar
Por que pra ser respeitado
Você tem que respeitar
Cito aqui essa verdade
O grupo em unanimidade
Tira o chapéu pro SENAR

E nós que representamos
A cada associação
Somos multiplicadores
Por isso preste atenção
Sindicato jóia fina
Nosso aplauso a Amantina
E viva a nossa união!!!

Vou encerrar com saudades
De todos que aqui estão
Um abraço a cada um
Isso sem haver distinção
Pois é uma questão minha
Toda turma da cozinha
O nosso aperto de mão.

Para o grupo

Gostei de ver nossa Cida
Nunca se sente acanhada
No almoço é um sucesso
Não se encabula com nada
Pra ela tudo é festança
Mas, se subir na balança
Já pode dizer:quebrada!!!

Assim que se deve ser
Nasceu pra capacitar
Domina qualquer assunto
Dentro do seu patamar
Seu juízo é uma mina
Vamos eleger a Amantina
A nossa myster SENAR.