18 de junho de 2013

Insa anuncia distribuição de palma resistente



No próximo sábado, dia 08 de junho, o Instituto Nacional do Semiárido (Insa/MCTI) fará a distribuição de cerca cinqüenta mil raquetes de palma forrageira resistente à praga Cochonilha do Carmim para 100 agricultores já cadastrados, na cidade de Bonito de Santa Fé (PB), em evento que acontecerá no sítio Bartolomeu pela manhã.

Segundo o assessor de comunicação daquele instituto, Rodeildo Clemente, a distribuição ocorrerá durante a realização de um “Dia de Campo”, oportunidade na qual os produtores receberão orientações técnicas de como propagar de forma correta as raquetes ganhas.

Rodeildo explicou que esta é a primeira distribuição realizada pelo Insa de palma resistente à Cochonilha do Carmim retirada dos campos de pesquisa instalados na Paraíba e que o projeto do Insa prevê a instalação de campos de pesquisa em 26 municípios da Paraíba para revitalizar e ampliar a exploração da cultura da palma forrageira no Semiárido brasileiro.

Ao dialogar com Stúdio Rural aquele assessor explica que, em razão da diminuição dos campos de palma e dos danos econômicos e sociais que a ação da praga provoca, o INSA investe R$ 500 mil em um projeto de pesquisa, que não apenas ampliará o cultivo de plantas resistentes à praga, mas encontrará respostas agronômicas sobre o manejo adequado destas variedades, como época de plantio, espaçamento, adubação, melhoramento genético, aproveitamento industrial, adaptação a diferentes regiões do Semiárido, entre outros aspectos. “A palma forrageira exerce uma importante alternativa econômica e social para o Semiárido brasileiro por se apresentar como a principal fonte de alimento para os rebanhos bovinos, caprinos e ovinos da região, sobretudo nos longos períodos de estiagem”, explica.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Universo Rural