30 de março de 2020

Mário Borba defende preservação do abastecimento da população frente à Covid-19


Jocelio Oliveira

O presidente do Sistema Faepa Senar Paraíba, Mário Borba, defendeu que os governos federal e estadual precisam traçar estratégias para garantir o abastecimento e fornecimento de alimento à sociedade diante da pandemia provocada pelo novo coronavírus. A afirmação foi feita durante entrevista ao Jornal da Manhã, da Rádio Jovem Pan, hoje (30).

“É preciso que os governos tenham sensibilidade e pensarem sobre como podemos abastecer a sociedade sem colocar as pessoas em risco, nem trazer prejuízos. É preciso que haja uma programação dessa logística, de onde vem, para onde vão os alimentos, sempre com o objetivo de para evitar o desabastecimento”, resumiu.

Durante a entrevista, Borba, que também é diretor-secretário da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, falou sobre as principais cadeias produtivas afetadas pelo problema no Estado. Segundo ele, são a criação de camarão, de ave e a produção de leite.

“Todas essas são atividades na quais quando chega a hora, você tem que tirar, tem que vender. A situação do leito da Paraíba está um caos, 50% da produção está prejudicada, produtores deixando de dar ração para diminuir a produtividade, pequenos laticínios fechados”, comentou.

O presidente contou que está formulando um documento em parceria com outras entidades, a Organização das Cooperativas do Brasil (OCB) e também a Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), que será levado ao Governo do Estado. A intenção e levantar os pontos que devem ser melhorados e para evitar o abastecimento.

Débitos rurais

Em razão desse cenário, o presidente defendeu como essencial que seja apresentada, aos produtores, condições para refinanciamento e/ou prorrogação de débitos e prazos para pagamentos. Borba citou o exemplo da carcinicultura.

“Os produtores de camarão fazem três coletas ao ano. A cada quatro meses, contratam o custeio da atividade. Muitos acabaram jogando fora a produção, então isso tem que ser prorrogado”, afirmou.

Central de Atendimento ao Produtor

A CNA criou um canal de atendimento direto para falar com o produtor e orientá-lo sobre dúvidas e problemas enfrentados diante das restrições impostas pela quarentena enfrentada em todo país. O contato é pelo Whatsapp e o número é (61) 93300-7278.

Ouça a entrevista:

Assessoria de Comunicação Sistema Faepa/Senar-PB
(83) 3048-6050 / (83) 3048-6073
facebook.com/faepasenarpb
instagram.com/faepasenarpb

senarpb.com.br