4 de dezembro de 2012

Produtores rurais da PB integram Marcha dos Endividados



O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária da Paraíba (FAEPA), Mário Borba, juntamente com 10 presidentes de sindicatos e 46 produtores rurais do estado, se encontra em Brasília, integrando o movimento “Marcha em Defesa dos Produtores Rurais Endividados do Nordeste”, que visa sensibilizar o governo federal para que dê a devida atenção à problemática do endividamento rural na região e ganhar o apoio de parlamentares na causa.

O apelo, que tem a participação de 450 produtores de todo o Nordeste, além de autoridades ligadas ao meio, acontece de 04 a 06 de dezembro e os produtores ficarão reunidos na Esplanada dos Ministérios, onde entregarão um documento para a presidente Dilma e farão uma caminhada de protesto.

Mário Borba, que participa do movimento nesta terça e quarta-feira, alega que o endividamento do produtor nordestino é uma pauta antiga, mas pouco discutida. “O problema do endividamento rural do Nordeste se arrasta há anos, principalmente devido às adversidades climáticas da região, que comprometem a produção e impedem a liquidação das dívidas pelos produtores, gerando mais encargos e elevando o valor da dívida, tornando-a impossível de pagar. As medidas anunciadas até agora não foram, não são e não serão suficientes para atender as necessidades das pessoas que sofrem com a estiagem e enfrentar a gravidade do problema”, afirmou o presidente.

A Marcha dos Endividados é uma iniciativa dos produtores rurais que recebeu apoio das federações dos estados e outras entidades do setor. Os produtores rurais da Paraíba foram à Brasília com o apoio da FAEPA e da Associação Plantadores Cana de Açúcar Paraíba (ASPLAN), que cederam um ônibus para a viagem. “É preciso haver a participação e pressão popular para que o Governo Federal ceda e mostre resultados. Queremos discutir a renegociação da dívida do produtor, para que ele possa ter acesso a crédito e salvar a sua produção, auxílio para alimentação dos animais, desburocratização dos processos do BNB e liberação de financiamentos pelo Banco do Brasil”, concluiu o presidente do Sistema FAEPA/SENAR-PB.

Assessoria de Comunicação Social FAEPA/SENAR-PB
(83) 3048 6073/9988 6475